JBCULTURA

NOTÍCIAS, JOGOS AO VIVO E PALPITES DE FUTEBOL

ENTRETENIMENTO

Curso para mulheres pode render ganho extra

José Roberto Amaral


Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico

O curso gratuito de Pequenos Reparos em Instalação Elétrica Predial, destinado exclusivamente para mulheres em situação de vulnerabilidade social em São José dos Campos, é uma oportunidade para as alunas iniciarem uma nova profissão e contribuir no orçamento doméstico.

Esse é o sonho das alunas que iniciaram as aulas no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) do Parque Nova Esperança, região leste de São José.

O curso, que está na grade do Programa Qualifica São José e tem parceria com o IFSP (Instituto Federal de São Paulo), campus local, tem aulas teóricas e práticas sobre reparos e pequenas instalações elétricas.

No final da formação, prevista para ser concluída em 2 de agosto, as alunas vão receber um certificado e também um kit com ferramentas para trabalharem como autônomas.

“Para mim, as ferramentas serão essenciais porque não tenho condições de adquirir. Também não estou conseguindo trabalho para minha faixa etária, mas tenho certeza que com muito esforço poderia trabalhar nessa área”, disse L. M., 55 anos, que preferiu se identificar apenas com as iniciais.

Para Sandra Regina Fernandes, 40 anos, moradora do bairro Chácaras Araújo, a expectativa também é poder trabalhar com pequenos reparos elétricos. “Estou gostando bastante do curso, porque não é apenas a parte da teoria. Vamos ter aulas práticas também”, afirmou. 

As aulas práticas serão ministradas no laboratório do IFSP em São José. Foram oferecidas 30 vagas e, segundo o professor Lenon Henrique da Costa coordenador do curso, 27 alunas estão ativas.

Segundo ele, o projeto faz parte de um projeto de extensão do Instituto Federal de São José e oferece ainda mais 30 horas de “atividades transversais”.

“Esses temas envolvem sustentabilidade, bem estar das alunas e direitos. É desafiador dar o curso de pequenos reparos elétricos, mas também trabalhar, de maneira transversal, a inclusão das alunas”, destacou.

Mulheres acompanham aula no CRAS Nova Esperança | Foto: Cláudio Vieira/PMSJC

Bolsa auxílio

As mulheres selecionadas têm idade mínima de 18 anos, ensino fundamental completo e se encontram em situação de vulnerabilidade social, o que pode ser comprovado através de inscrição no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais).

O objetivo do curso é qualificar mulheres em situação de vulnerabilidade social, moradoras de São José dos Campos, visando sua emancipação social e autonomia financeira.

A oportunidade também contemplará as alunas que cumpram a carga horária com uma bolsa auxílio de até R$ 1.200 ao final da aprendizagem.


MAIS NOTÍCIAS

Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico