JBCULTURA

NOTÍCIAS, JOGOS AO VIVO E PALPITES DE FUTEBOL

ENTRETENIMENTO

Ronda Maria da Penha atua em ocorrência de ameaça e descumprimento de medida protetiva de urgência na Zona Sul – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

Uma equipe da Ronda Maria da Penha (RMP) atuou em uma ocorrência que envolveu ameaça e descumprimento de medida protetiva de urgência pelo ex-marido, no Alto da Boa Vista, na Zona Sul. A vítima de 38 anos não faz parte do grupo que é assistido pela Guarda Municipal (GM-Rio), mas conseguiu o contato da Ronda com uma vizinha que é assistida e ligou pedindo socorro.

A mulher relatou que o ex-companheiro estava no portão de sua casa fazendo ameaças de morte. A equipe da GM-Rio atuou com apoio da Polícia Militar, mas ao chegarem no local, o suspeito já tinha fugido. A vítima foi levada para 19ª DP (Tijuca), onde o caso foi registrado como ameaça (artigo 147 do Código Penal) e também pelo descumprimento de medida protetiva de urgência, conforme o artigo 24 de Lei Maria da Penha.

Essa foi a segunda ocorrência registrada na semana com base na Lei Maria da Penha. No domingo (16/6), a Ronda Maria da Penha socorreu uma mulher de 34 anos que foi agredida pelo companheiro de 35 anos, também na Zona Sul. Assistida pela GM-Rio e com medida protetiva expedida pela Justiça do Rio, a vítima acionou as equipes após a agressão, que resultou em uma fratura no nariz.

A Ronda Maria da Penha já registrou em três anos de operação (março de 2021 a 16 de junho de 2024) 86 prisões, sendo a maioria por descumprimento de medida protetiva. Ao longo desse período também foram registradas mais de 41 mil ações de acolhimento a vítimas de diversos tipos de violência doméstica, e 6.044 mulheres já foram assistidas pelas equipes da GM-Rio.

Marcações: ameaça Guarda Municipal medida protetiva Ronda Maria da Penha