JBCULTURA

NOTÍCIAS, JOGOS AO VIVO E PALPITES DE FUTEBOL

GCM detém no Jardim Josane irmãos acusados de agredir a própria mãe – Agência de Notícias



17 de junho de 2024

16:30

Por: Eduardo Santinon ([email protected])

 

Foto: GCM

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Sorocaba deteve, na manhã desta segunda-feira (17), dois irmãos acusados de agredir a própria mãe, de 56 anos de idade. Um deles era foragido da Justiça, por furto e roubo. O caso aconteceu no Jardim Josane, bairro localizado na região de Aparecidinha, Zona Leste da cidade.

Inicialmente, a GCM recebeu denúncia de que um homem estaria em frente a uma escola do bairro, ameaçando funcionários com um pedaço de madeira, na tentativa de invadir a unidade para agredir a mãe dele. Ao chegar ao local, por volta das 7h40, a equipe da GCM avistou o suspeito, que segurava uma madeira e gritava que queria entrar para matar a mãe dele.

Ao notar a aproximação da viatura, o suspeito correu para um matagal nas proximidades e foi detido. O homem, de 25 anos de idade, confirmou que estava no local na tentativa de agredir a própria mãe, porém, não informou o motivo. Os guardas constataram, ainda, que o acusado havia atirado pedras sobre o muro da escola e danificou o interfone da portaria.

Em contato com a vítima, que estava na escola, ela relatou que naquela mesma manhã, em sua residência, foi agredida com chutes pelo filho. O rapaz também teria agredido a sobrinha dele. A vítima e sua neta então seguiram para a escola, sendo perseguidas pelo agressor, na tentativa de atacá-las novamente.

Os guardas pediram apoio de outra equipe e foram até a residência da vítima para pegar documentos. Porém, ela informou que seu outro filho, de 35 anos, estava no imóvel e pediu que os guardas a acompanhasse. Segundo relato da vítima, há três dias ele a teria atacado com soco e usado um fio para tentar enforcá-la.

Ao entrar na casa, os guardas avistaram um indivíduo deitado em um colchão. Ao deparar com a GCM, o homem levantou-se e partiu pra cima de sua mãe, sendo contido pela equipe. Na sequência, ele ainda tentou fugir da casa e, não conseguindo, inicialmente, se identificou com um nome falso.

Os envolvidos foram apresentados na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Sorocaba, onde a autoridade de plantão ratificou a voz de prisão em flagrante delito dos dois acusados. O foragido tinha dois mandados de prisão em aberto, com penas de um e quatro anos a serem cumpridas, e responderá também por ameaça. O irmão dele foi indiciado por dano, violência doméstica e lesão corporal. A dupla foi encaminhada à carceragem do Plantão da Polícia Civil, ficando à disposição da Justiça.